22 setembro 2014

Até mais!


Foi MUITO bom enquanto durou gente, mas senti que chegou a hora de encerrar esse capítulo na minha vida e parar com o instagram fitness. MINHA VIDA SAUDÁVEL CONTINUA, continuarei na dieta e malhando, mas decidi não expor mais e essa decisão aconteceu bem naturalmente... Tô super sem tempo, não estou parando em casa, comecei a trabalhar, minhas aulas na faculdade voltaram e eu tenho mil planos na cabeça... Sinto necessidade nesse momento de viver minha vida quietinha, voltar a ser só Larissa, anônima kkkkkk Cuidar de mim e das pessoas que eu amo. Sempre fui eu mesma aqui, sempre postei por prazer e por isso digo: ter esse instagram me fez MUITO feliz, mas a vida me chama e chegou a hora de parar ♡

Me decepcionei muito com algumas coisas aqui também e peço que as pessoas reflitam sobre o que querem da vida... Isso é um hobby, uma maneira linda de ajudar os outros, não é um atalho pra ofender, pra mentir. O que é ter 1 milhão de seguidores? O que é ter "fama", ter o email lotado e o coração vazio? E a cabeça fraca? Com o tempo o instagram fitness mudou e eu particularmente preferi não acompanhar essa mudança...

Foi uma experiência LINDAA, agradeço a cada um de vocês, .a todos os profissionais que me ajudaram. Estou aqui há mais de um ano e cresci MUITO como pessoa, recebi muito carinho, conheci pessoas lindas e incríveis! Saio com o coração leve, feliz, com uma sensação de dever cumprido!! Que Deus ilumine meu caminho e também o de cada um de vocês, de verdade! 

Espero ter ajudado alguém e continuem cuidando da saúde, porque eu continuarei! Agradeço especialmente a @ebpersonal @suplementosforma @tamyrisfariasnutri @fat_and_fit @japersonal @virginiacampos_nutri @dermaclyn @andressaaraujoooo @vanzinhav @blogdadebs @nandap_carneiro e @mmanoeljunior , agradeço aos verdadeiros amigos que fiz!!

Sentirei muitas saudades meus marombinhas, mas meu objetivo foi cumprido!! Até mais  #projetolarilins

30 julho 2014

Look Fitness: Roupas da Carolgava!

Olá, amores!

Vocês sabem que eu adoro roupa fitness, né? Fiquei apaixonada quando conheci a marca Carolgava! As peças são lindas e muitíssimo confortáveis! Tive a oportunidade de ganhar algumas roupas liindas da marca e hoje vou falar um pouquinho da nova coleção da Carolgava pra vocês!



A Coleção Energia Fitness 2014 da Carolgava tem como inspiração as tendências dos anos 90: cores vibrantes, cintura alta, sobreposição, amarrações e trançados.

As peças dessa temporada traduzem a energia da luz e dos movimentos através das cores, combinações, modelagens práticas e funcionais mais a tecnologia certa dos tecidos e recortes estratégicos que valorizam o corpo.



Cores alegres, peças ultra femininas, tecidos leves e roupas versáteis são o diferencial da coleção.

Montei uns looks bem legais e queria mostrar a vocês:



Legging trançada – detalhes em trançado estão em alta + regatão – os regatões cavados são peça certa no verão 2015. Ela permite que você use e abuse de tops trançados nas costas, sutiãs de renda etc. As estampas de números também vão invandir as ruas: vestidos, blusas e casacos com numerais deixam o look esportivo e despojado.



Meu look preferido da coleção!


Legging saia – ela é um tapa bumbum e uma legging ao mesmo tempo: 2 em 1. Prática e funcional, a legging saia ainda deixa o look bem feminino e meigo.

Mais uma com a legging trançada(é muuuito confortáel) e esse blusão que eu amei, 
ele é super arrumadinho, nem parece roupa de academia!

A-P-A-I-X-O-N-A-D-A POR essa legging! A estampa é perfeiiita! E esse blusão
amarelo é ultra confortável!





Eles enviam para o Brasil inteiro, a empresa me mostrou ser muito competente e acessível, podem confiar!
No site da Carolgava tem uma tabela de medida para vocês saberem o tamanho certo a pedir! No meu caso, eu meço 1,62m e visto 38, todas as minhas peças foram tamanho P e ficaram ótimas!


Compras pela loja virtual(aproveitem os descontos!): http://loja.carolgava.com.br/
Facebook: https://m.facebook.com/carolgavaoficial
Caso você se interesse por algum produto de estampa diversa que esteja fora do site, fique a vontade para consultar a disponibilidade por email ou telefone com a Samanta comercial@carolgava.com.br ou (21) 2662 9003.



Espero que tenham gostado, eu estou in Love com minhas roupas novas, vale super a pena conhecer a marca, gente!

Beijão
Lari

·         Este é um post publicitário. 

23 julho 2014

Liberte-se dos rótulos!


Se a pessoa come gordice, muita gente já diz que vai ficar gorda e doente. Se a pessoa só se alimenta de maneira saudável, é exagerada. Se não faz exercício físico, é preguiçosa. Se malha diariamente, é porque tem tempo de sobra na agenda(leia-se: a pessoa é vagal). Se come tudo que vier num pacotinho, vai morrer jovem de ataque fulminante. Se só come comida de verdade, é louca e vai viver de fotossíntese. Se é calada, é chata. Se é simpática, é forçada. Se posta foto de McDonald's, se alimenta mal. Se posta foto de salada, tem que ir logo viver no mato. Se responde comentários negativos, é barraqueira. Se não responde, é besta. Se corta glúten, é neurótica. Se não corta, está se envenenando. Se é fitness é chata, se não é fitness é desatualizada e se é meio fitness tá em cima do muro e merece 12 chibatadas.

Moral da história? A diferença entre o que uma pessoa vai pensar ou não de você depende DELA, e não da sua essência, porque só você sabe realmente do seu coração. Pra quê rotular TANTO?? Cada um sabe da sua dieta, da sua rotina e da sua VIDA. Deixa a pessoa comer, fazer e ser o que ela quiser! Que chatice esse mimimi! Ninguém tem que ser magro, tem que ser sarado, cada um tem que ser O QUE QUISER sem se preocupar com os outros!! E tentar ser o que não é, é a maior BURRADA da vida, porque quem é de verdade, sabe quem é de mentira. Virou moda uns dizerem "terrorismo do fitness", mas acho que a questão é entender que eu penso assim, fulaninha pensa assado, eu como x, ela come y, e quem pode ser rotulada a instagramzeira do momento? Nenhuma, porque são apenas 2 pessoas diferentes que levam VIDAS diferentes!

Aparência e beleza, acabam nos olhos. Essência e coração, tocam a alma. Eu prego a saúde sempre, mas não só a saúde do corpo, a saúde da alma. E sem rótulos, sabe o que é ser saudável pra mim? Amar quem puder e respeitar a todos sem NUNCA pisar em ninguém.

#projetolarilins 

07 julho 2014

Inspiração da Semana: Bruno Nóbrega Bello

Oi gente!
Desculpem a ausência do blog, passei um tempo viajando e outro doente, estou reorganizando minha vida, meus estudos, etc. Por isso peço um pouquinho de paciência com os posts e os e-mails, tá??

Mas enfim, hoje trago uma entrevista ÓTIMA, com uma pessoa que eu ADORO, meu conterrâneo @brunonobregabello! Sou muito fã da sua disciplina e determinação Bruno!

Ele mostra que é possível levar uma vida normal(com trabalho, filhos, etc) e manter a alimentação saudável! Amei a entrevista, espero que vocês também se sintam inspirados e motivados!



1)     Bruninho, te acho um exemplo principalmente porque estamos acostumadas a ver mais mulheres preocupadas com a saúde e a dieta do que homens. Eu sei que você já emagreeu bastante, quando você chegou ao seu limite e pensou "agora eu preciso emagrecer"? Qual foi o primeiro passo?

Eu sempre soube que estava precisando perder peso, não tinha ânimo para curtir a vida e nem a minha família, minha diversão era ir para a padaria no final de semana e sair para comer em lanchonetes e restaurantes, mas vinha me enganando achando que era feliz daquele jeito e que quando eu quisesse perder peso faria uma cirurgia bariátrica e resolveria o problema. Até que um dia recebi da minha irmã uma matéria sobre uma pessoa que com RA e AF tinha perdido muito peso, talvez isso tenha sido a motivação para eu acreditar que eu também era capaz daquilo, comecei a olhar outros exemplos e aquilo foi aumentado cada vez mais minha vontade de mudar de vida e assim decidi que iria começar essa mudança. Comecei a pesquisar na internet sobre os alimentos, tipos de exercícios, baixei um aplicativo para controlar as calorias das minhas alimentações, criei meu instagram @brunonobregabello e hoje estou aqui contado sobre essa mudança para vocês e podendo falar que estou conseguindo.

2)     Qual foi o seu peso máximo e qual seu peso atual? O que falta para você chegar ao seu objetivo corporal?

 A última vez que tinha subido em uma balança eu estava com 146kg e depois disso resolvi deixar para lá e não saber mais do meu peso. Hoje estou com 94,5kg, em relação ao peso já alcancei meu objetivo inicial que era de  99kg em relação a estrutura corporal e altura. 

3)      De tudo o que você precisou abrir mão na dieta, qual foi a escolha mais difícil? Algum hábito, algum alimento?

Com certeza foram os doces, eu sou louco por tudo que tenha chocolate e adoro nosso bolo de rolo, as duas primeiras semanas foram as mais difíceis, mas depois foi tudo tranquilo.


4)     Você usa suplementos? Quais? O que acha deles?

Hoje uso whey protein que uso no meu pré treino e lanche da tarde, Syntha6 que uso no meu lanche da noite e Creatina que uso no meu pós treino. Falando a verdade acho que toda suplementação pode ser tirada na alimentação, já no casa do whey protein meu nutricionista trata como um alimento e não um suplemento.

 5)     Atualmente, qual sua rotina de treino e como está dividida sua alimentação?

Hoje treino de segunda à sábado sempre pela manhã antes de tomar o meu café da manhã, sempre por volta das 05:30. Meu treino está dividido em 2 dias de superiores, 2 dias de inferiores e 2 dias de HIIT. São 8 refeições diárias onde faço pré treino (05:00), café da manhã(07:00-07:30), lanche da manhã (10:00), almoço (12:30-13:00), lanche da tarde 1 (14:30-15:00) e 2 (17:00), jantar (19:30-20:00) e lanche da noite (22:00).



6)     Desde o começo você contou com a ajuda de um nutricionista ou não? Qual a sua opinião sobre a necessidade desse profissional?

Não, comecei minha RA em setembro de 2013 e apenas no final de janeiro 2014 que comecei com meu nutricionista Cleydson Sobral, na minha opinião é essencial a orientação profissional, pois ele vai saber te orientar para ter uma alimentação balanceada com todos os nutrientes e vitaminas para você não ter nenhuma deficiência com a dieta, esse foi um dos meu arrependimentos de não ter esse acompanhamento desde o inicio, pois tenho certeza que estaria bem próximo do meu objetivo.



7)     Você concorda com o dia ou refeição do lixo? Como você lida com as tentações?

Estou doído para meu nutricionista liberar minha refeição do lixo, pense em uma coisa esperada hehehehe. Quanto as tentações hoje sou bem tranquilo em relação a isso, acho que tudo é questão de foco em um objetivo que ainda está longe.

8)      Qual a sua receita preferida salgada e qual a preferida doce? 

Hoje estou viciado nas crepiocas, as minhas preferidas são as doces e principalmente a de banana com canela ou com chocolate.
9)     Seus pratos são lindos! VocÊ acha que essa organização na hora de servir faz diferença?

Obrigado querida!!! Sim, a organização é a chave de tudo, deixar a macaxeira descascada e congelada, os ingredientes separados e de qualidade, o frango congelado nas porções e temperado, tudo que está no seu cardápio sempre a disposição e organizado, isso facilita tudo.


10)  Você tem uma família ao seu lado, mas como vocÊs organizam essa questão alimentar? Todos comem as mesmas coisas ou você teve que se acostumar a ver as tentações e resistir?

Não tenho como fazer isso, pois tenho João Vitor (7 anos) e Bruna (5 anos) ainda não posso tirar tudo deles, mas venho também tentando melhorar a alimentação deles, como cortando macarrão instantâneo, salgadinhos e biscoitos recheados dos lanches da escola, sucos de caixinhas para suco da fruta, refrigerantes apenas nos finais de semana, sempre libero pizza, hambúrguer e esfira nos finais de semana, eles ainda não precisam passar por todas essas privações. Hoje sou bem tranquilo a essas tentações do passado, não sinto tanta falta para ter essa vontade de comer. 


11)  Muito obrigada pela entrevista! Te acho um amor de pessoa, muito prestativo e dedicado, te desejo tudo de melhor de verdade! Por último, se você pudesse dar uma dica para quem está começando a mudar de vida e está enfrentando dificuldades, qual seria?

Muito obrigado querida pelo carinho e pela oportunidade de contar um pouco da minha vida para os seus seguidores. Minha dica seria que as pessoas antes de começar essa mudança busquem um inspiração, tentem tirar aquela verdadeira vontade de começar essa mudança e faça por você, não pelos outros, que se for assim com certeza vocês vão conseguir!!!


Espero que tenham gostado!
Beijão,
Lari

02 julho 2014

Inspiração da semana: Jéssica Pompilha

Oi gente!

A nossa inspiração de hoje é a vencedora do #eumotivo2014, a @jeehpompilha! Nessa entrevista ela nos explica um pouquinho sobre a sua trajetória! Parabéns Jéssica!




1) Jéssica, qual foi o maior peso que você atingiu e o que te fez parar e ver que era hora de mudar? 

Quando eu resolvi mudar, eu estava com 86 kg, mas já cheguei aos 90 kg. Resolvi mudar quando eu fui no shopping comprar uma calça. Na minha visão eu não era gorda. Fui numa loja peguei uma calça 42. Nem ao menos passou na panturrilha. A 44 também não passou no quadril. A 46 entrou só que ficou daquele jeito, não conseguia respirar. Foi ai que eu me toquei e falei, caramba estou usando 48, é essa Jéssica que você quer ser? Com certeza que não. Foi ai que eu resolvi mudar.

2) Você pode resumir como é seu treino e sua dieta?

Me alimento de 3 em 3 horas. Acordo às 05 da manhã pois entro no trabalho às 07. Então levo todas as minhas refeições para o trabalho, para não passar tentação. Chego em casa umas 17 horas, que dá tempo somente de fazer uma aula de zumba em casa mesmo, ou até pulo corda. Essa está sendo minha atividade física esse ano, pois estou sem tempo de ir à academia, mas sempre faço essa duas atividades citadas acima. Saio de casa novamente às 18 para ir à faculdade e só volto para casa em torno das 23 horas. Minha rotina é muito corrida, mas a alimentação sempre tem que ser balanceada. O segredo é se organizar! 

3) Qual a sua receita preferida salgada e qual a preferida doce? 

Doce? Gosto de tudo que seja doce. Sou uma formiga em pessoa ahhahah 
Tenho vontade de comer doce todos os dias, mas sempre opto por chocolate 70% cacau, e faço uma crepioca de chocolate. 
Quando a tpm está forte, eu compro doce de leite sem açúcar e lá faço uma crepioca doce também. 
Sou viciada em crepioca ahahahah 

Receita Salgada eu sempre gostei de tortas, quando eu vi que poderia adaptar torta de frango com palmito gordinha para fit, é a salvação! 

4) O que você acha do dia do lixo? Como você lida com as tentações gastronômicas?

Acho o dia do lixo muito importante. O dia não, uma refeição livre por semana, eu sempre me permiti, e como sou aloka dos doces, eu prefiro comer algum docinho gordinho. 
Me lido bem ou mal dependendo muito do dia. Se eu tive um dia péssimo com certeza meu psicológico não vai ficar com vontade de comer algo gordinho. Sempre fui daquelas que desconta tudo na comida ahhaha 
Mas tento me controlar ao máximo e sempre pensar que tudo que eu já passei, se eu quero voltar ser a Jéssica de antes, ai eu respiro, volto ao normal e passa. Mas não é muito fácil ahahha 

5) Você usa suplementos? 

No momento não. Quando fazia academia eu usava whey. 

6) ) O que mais te incentiva a seguir a vida saudável?

Com certeza é olhar uma roupa e saber que ela vai ficar legal em você. Olhar o seu corpo e se sentir bem! 



7)De tudo o que você precisou abrir mão na dieta, qual foi o momento mais difícil? De qual comida gordinha você sente mais falta? 

O momento mais difícil com certeza foi começar a dieta. Você não sabe por onde começar, o que fazer. Agradeço muito às redes sociais, pois se não fossem elas, eu com certeza não estaria aqui com 31 kg a menos e muuuuuito mais feliz do que antes! 
O que eu sempre senti mais falta foi brigadeiro. Eu comia sempre. Sempre mesmo. A gente tenta adaptar para a versão fit, mas não é a mesma coisa. 


8)Muito obrigada, Jéssica! Se você pudesse dar um conselho(ou uma frase motivacional, uma 
dica, você que sabe) para quem pretende ingressar na vida saudável, qual seria?

Sempre vá atras do que te faz feliz. Coloque metas, são elas que te fazem continuar a cada dia. O caminho não é tão fácil, mas o resultado final sempre é muito prazeroso. Sentir falta de algo, sempre sentiremos, não somente nessa vida saudável, mas na vida no geral. Mas o que mais importa é que veremos resultados, e isso é o que importa!

Espero que tenham gostado!
#projetolarilins

26 junho 2014

REPOST: Como alcançar a definição muscular?

Oi marombinhas!

Hoje eu trago um artigo incrível da nossa colaboradora, a querida nutricionista @giovanaguido! Nesse artigo a Gi dá várias dicas legais pra que a gente alcance a tão sonhada definição muscular! Espero que gostem!



Como alcançar a definição muscular?

O bonito hoje em dia é ficar forte e definido, ou seja: pouca gordura e muitos músculos aparentes. Porém, conseguir esse visual não é nada fácil, nem para homens, muito menos para mulheres... O ser humano tem muita facilidade em reter líquidos e acumular gorduras indesejáveis, perdendo (ou até mesmo nem conseguindo) a definição muscular.
Você só conseguirá uma aparência de músculos cada vez mais aparentes ao diminuir a quantidade de gordura subcutânea (logo abaixo da pele) e da visceral (gordura mais profunda). Para conseguir isso, nada melhor do que o trio infalível: dieta + treino + descanso. Porém, o treino visando aumento de massa muscular também é indispensável, pois não há definição se os músculos não estiverem bem desenvolvidos.
Entrando no assunto que me compete, ao adotar algumas estratégias nutricionais, os indivíduos conseguem um ótimo resultado no corpo!
Confira:
1-    Treino pesado: os músculos não irão aparecer se você treinar levinho, sem aumentar os pesos com o passar das semanas ou não executar com uma alta intensidade. Isso se aplica principalmente às mulheres, uma vez que muitas delas têm medo de ficarem “fortes demais”, então não gostam de aumentar suas cargas e/ou realizarem um treino exaustivo. Se você treinar sempre com a mesma carga, terá sempre o mesmo corpo. Então, para conseguir um corpo tonificado e desenhado, treine pesado com a orientação de um bom profissional da Educação Física! Se não há músculos hipertrofiados, não haverá aparência definida;

2-    Doces e carboidratos refinados: alimentos à base de farinha branca e açúcar viram gordura corporal “na hora”, tanto para praticantes, quanto para atletas (claro, respeitando gasto calórico, genética e tipo de alimento). Os chamados carboidratos de alto índice glicêmico devem ser usados somente após o treino e no café da manhã (aqui, misturados com carbo de baixo índice glicêmico). Nos outros horários, consuma exclusivamente carboidratos de moderado-baixo índice glicêmico, que são aqueles ricos em fibras, digestão e absorção mais lenta e menor liberação de glicose sanguínea. A regra geral para melhorar sua definição é diminuir e/ou até mesmo excluir esses ingredientes de seu cardápio, eles facilitam o acúmulo de gorduras, principalmente a abdominal e também fermentam em excesso. Em pouquíssimos dias, você já notará diferença;

3-    Proteínas: Quem consome proteínas magras em quantidades indicadas para pessoas ativas, tem uma melhor definição e tonificação muscular, pois é a proteína que serve de substrato à fibra muscular. Detalhe: consumo diário e frequente de proteínas magras acelera o metabolismo, queimando mais gorduras. Se você está num processo de reeducação alimentar, obtendo resultados na diminuição de gordura corporal e quer dar um “choque” no metabolismo, é só fazer uma dieta ciclada por algum tempo, ou seja: uma semana de dieta normal e uma semana de dieta alta em proteínas. Isso causa um efeito muito bom na oxidação de gorduras e hipertrofia. Cuidado com as fontes de proteína que vem acompanhadas com gorduras saturadas, fique nas fontes magras como: laticínios desnatados, ovos, whey protein, frango e peixe, carne bovina magra, caseína e albumina;

4-    Comer de 3/3 horas: Essa prática faz com que você coma menos em cada refeição, evitando estômago pesado, dilatação e acúmulo de gordura principalmente abdominal, além de manter o metabolismo acelerado. Se alimentar frequentemente faz com que seu metabolismo não tenha medo da privação e funcione com mais eficácia tanto na recuperação muscular, quanto na oxidação de gorduras. Comer várias vezes ao dia, também evita oxidação de aminoácidos dos seus músculos, evitando a perda de massa muscular e estado de catabolismo;

5-    Excessos à noite: comer muito à noite dilata estômago e intestinos, causa sensação de peso, inchaço e dificulta a digestão, causando má aparência física e maior acúmulo de gordura corporal. Outra razão para não comer muito à noite: ao escurecer o corpo entende que logo é hora do repouso, então, por si só, ele diminui o funcionamento do metabolismo como um todo, para prepará-lo ao sono, então, todo o sistema fica mais lento, dificultando digestão, absorção e metabolização de nutrientes e isso, facilita o acúmulo de gordura;


6-    Sal/Sódio: cuidado com o excesso de sal/sódio! Tanto o salzinho branco como os alimentos super ricos em sódio, causam retenção hídrica acabando com sua definição muscular! Reduza ao máximo: embutidos, queijos amarelos, comidas congeladas ou enlatadas, temperos prontos, biscoitos salgados, salgadinhos, refrigerantes, frituras, pizza e lanches, pães recheados, churrasco, sopas de envelope, etc. O máximo de sódio indicado para essa situação fica entre 1.500-2.000 mg ao dia, dependendo do peso da pessoa, mais do que isso é considerado excesso. Uma dica é começar a olhar o teor de sódio no rótulo dos alimentos que você consome, pois todos os industrializados possuem sódio, até produtos doces! Então, seja mais controlado em relação à isso. Reduza também o sal de adição nos alimentos e salada. No começo, o alimento parecerá sem graça, mas aos poucos, o paladar acostuma com a falta de sal e logo você nem sentirá falta e ainda terá o benefício de não sofrer retenção;

7-    Álcool: Bebidas alcoólicas são calóricas e fermentam em sua grande maioria, além de tudo isso, o álcool retém líquidos no corpo, dando aspecto de inchaço se consumido com muita frequência, então, cautela ao consumir mais do que 1x/semana. O álcool é conhecido por possuir calorias vazias, ou seja, fornece calorias a mais ao organismo, porém, não há benefícios na nutrição, ou seja, não possui nutrientes como minerais, proteínas, vitaminas, etc., ainda pior: o consumo frequente de álcool dificulta a absorção de certos nutrientes, principalmente as vitaminas do complexo B, causando grande prejuízo no controle emocional e recuperação muscular do indivíduo;

8-    Diuréticos naturais: existe a possibilidade de manipulação de fórmulas naturais à base de diuréticos e até mesmo o uso destes na forma de suplementos prontos e chás. Alguns componentes, por exemplo: chá verde, cavalinha, porangaba, taraxacum, funcho, abacateiro, carqueja, alcachofra, hibisco, inositol, etc. Eles tiram inchaço e retenção, diminuindo o acúmulo de líquidos não funcionais do corpo (subcutâneo principalmente).

9-    Termogênicos ou emagrecedores: o uso desses suplementos deve ser muito cuidadoso, afinal, a maioria não cumpre os milagres que prometem... e mais: só fazem efeito desde que estejam em conjunto com uma dieta mais saudável e exercício frequente! Hoje em dia existe no mercado termogênicos fortíssimos que causam tantos efeitos colaterais e não ajudam a melhorar tanto sua definição, então, procure orientação na hora da compra e uso. Outro tipo de suplemento indicado são os disabsortivos, que são substâncias que ajudam a diminuir absorção de carboidratos e gorduras, acelerando o processo de emagrecimento;


10- Intestino e rins: garanta um bom funcionamento intestinal e renal diário, afinal, intestino preso e pouca produção de urina, causa inchaço, tirando a definição abdominal. Para manter um bom funcionamento de ambos, o ideal é ter uma dieta saudável e alto consumo de líquidos. As fibras devem ser usadas com cautela, pois seu excesso é fermentativo, podendo causar distensão abdominal também, então, comece aos poucos. Mulheres principalmente: intestino preso nunca anda de mãos dadas com barriga lisinha!


REFERÊNCIAS:
KLEINER, Susan M.; GREENWOOD-ROBINSON, Maggie. Nutrição para o treinamento de força. São Paulo. Editora Manole, 2002.

BIESEK, Simone; GUERRA, Isabela, ALVES, Letícia Azen. Estratégias de nutrição e suplementação no esporte. Editora Manole, 2005.
MAUGHAN, Ronald J.; BURKE, Louise M. Nutrição esportiva. Editora Artmed, 2004.


Beijos
#projetolarilins

08 junho 2014

Entrevista com Maíra Tavares sobre seu Projeto Saúde #SQN

Oi gente!

A vida tá MUITO corrida, essas duas semanas vou postar bem menos, mas arrumei um tempinho pra mostrar uma entrevista muito legal que eu fiz com a @mairactavares quando ela estava no meu do seu projeto saúde #sqn, que já acabou mas que durou 2 meses em que a Maira consumiu vários alimentos considerados "saudáveis" pela maioria das pessoas para saber o que eles causariam num corpo saudável(e bem sarado, aliás) como o dela!

EU particularmente achei a ideia muito legal, inovadora e corajosa, vejo na Maira alguém que deu a cara a tapa e que independente das pessoas apoiarem ou gostarem, abriu uma DISCUSSÃO importantíssima! Será que as indústrias "saudáveis" realmente se preocupam com o organismo dos consumidores? Acho que a discussão levantada foi inovadora e bem válida, muita gente(inclusive eu) parou para pensar nos termos gerais da sua dieta!

Fiquei muitoooooo curiosa e falei com a Mai que prontamente aceitou dar essa entrevista!
Espero que gostem!



1) Mai, como você começou a vida saudável? O que te inspirou?

A minha primeira tentativa foi em 2011, quando eu decidi que mudaria minha alimentação, pois queria de fato colocar em pratica uma rotina alimentar mais equilibrada e na época para alguém que se alimentava sem critérios, representou uma mudança, mas eu ainda consumia muitos alimentos que não são bons para a saúde como: pão integral, macarrão integral, derivados de leite de vaca, muitos suplementos alimentares  e vários industrializados.

Aí há uns 8 meses eu busquei orientação com uma nutricionista funcional e expliquei o que eu queria reduzir na minha alimentação e ela concordou totalmente, ela adicionou alimentos que nunca tinham feito parte da minha alimentação e que foram super benéficos para mim. E decidimos então reduzir drasticamente alimentos que continham leite de vaca, glúten e industrializados em geral. A partir do momento que eu mudei tudo isso, percebi que a alimentação era muito mais importante do que eu mesmo imaginava e não era uma questão de moda como muitos diziam, era uma escolha fundamentada em comprovações científicas para a medicina e nutrição e era nessa linha que eu queria seguir.

2) E de onde saiu a ideia desse projeto super arriscado e inovador de passar 2 meses consumindo os "falsos saudáveis"? O que te motivou a encarar esse desafio?

Essa ideia surgiu de uma simples observacão nas redes sociais, principalmente no instagram, onde as pessoas postam e mostram suas escolhas e vi que a maioria buscava uma alimentação saudavel com alimentos que não eram saudáveis, nas refeições e lanches existe o predominio de alimentos industrializados e por algum tempo fiquei questionando a mim mesma: será que essas pessoas realmente não sabem que esses alimentos não são saudáveis?

E aí comecei a lembrar que eu fiz errado durante quase 30 anos da minha vida por pura falta de conhecimento da verdade e acreditei que de fato a maioria também não sabia, além da falta de conhecimento da verdade percebi que muitos blogs, sites e perfis no instagram com imagem fitness de saúde e até de orientação para uma vida saudável são usados também para publicidade e de fato as pessoas compram o que lhes é recomendado por essas pessoas/grupos.

E por estes questionamentos, resolvi mostrar para quem me seguia o que eu via com o pouco conhecimento que tinha (afinal não sou nem médica e nem nutricionista), apenas como consumidora atenta à lista de ingredientes informada nos produtos. O objetivo sempre foi causar uma reflexão nas pessoas a respeito da própria alimentação para que cada um seja capaz de pensar sobre as próprias escolhas, em nenhum momento me propus a fazer nada científico com controle de variáveis, é apenas para causar uma reflexão.



3) Como era sua alimentação antes do projeto e como está sendo agora?

Antes do projeto eu me alimentava de acordo com as orientações que recebia da nutricionista Raissa Ferandes com poucos industrializados e os que são menos artificiais, reduzi drasticamente alimentos que continham leite de vaca, gluten, açucar refinado, soja, muitos corantes e conservantes. Incluí frutas que não tinha o hábito de comer como mirtilos, framboesas, abacates, morangos, passei a recorrer a sucos verdes e outros como o rosa e o vermelho. Inclui alimentos como arroz negro, quinoa, grão de bico, outros que auxiliam na desintoxicação do organismo. Reduzi a carne vermelha e busquei uma variedade na minha rotina de alimentação que nunca havia me preocupado antes, para evitar o excesso de nutrientes vindo de um só alimento e para isso evitava comer a mesma coisa todos os dias.

Agora tem sido baseada em alimentos prontos como: pão integral, suco de soja, nectar ou suco de caixinha, chás de caixinha, barrinhas de cereal, queijos e queijo pasteurizado, requeijão, cereal integral matinal, iogurtes, gelatina diet, suco em pó (refresco), etc. Busquei aproximar o máximo possível da alimentação convencional e no final de semana fujo da dieta quando vou a um restaurante, como sobremesa, comi chocolates na páscoa, nem sempre levo todas as minhas refeições quando vou passar o dia inteiro fora de casa e faço lanches na rua, enfim, coisas desse tipo.

4) De todos os produtos que você vêm consumindo, quais você acha que são de fato os piores?

Os sucos e leites de soja, pois a soja é considerada um anti nutriente; iogurtes de frutas que quase não possuem fruta e são cheios de açúcar e aditivos artificiais; as barrinhas de cereais e cereais matinais que possuem muito açúcar na composição; os produtos diet com aspartame e o queijinho pasteurizado que é um produto altamente perecível, mas que de tanto artificial pode se manter meses nas prateleiras de supermercados sem refrigeração.



5) Quais as principais alterações que você sentiu no seu corpo, tanto fisicamente quanto psicologicamente?

A principal alteração física foi na barriga, senti meu abdômen dilatado, como se estivesse sempre estufado, um aumento de gordura na região abdominal e celulites no bumbum. Psicologicamente o que mais me assustou foi a vontade, desejo de açúcar como se estivesse completamente viciada, tenho vontade de substituir um lanche por exemplo por algum doce, nos primeiros dias tive muita dificuldade de comer coisas doces, pois não estava mais acostumada, mas rapidamente isso passou e logo me vi procurando um "docinho" depois do almoço. Tenho um cansaço e desanimo que me acompanham durante o dia, falta de vontade de fazer exercícios e uma preguiça que começa logo de manhã.

6) Já vi muita gente te perguntar isso, mas realmente é uma curiosidade, você não tem receio de como será a volta pra vida saudável? Porque imagino que eu ia ficar looooouca pensando na quantidade de besteira que eu comi kkkkkk

Tenho receio sim, pois a dificuldade será a mesma de qualquer outra pessoa, as vontades e desejos serão os mesmos, mas eu tenho plena consciência de que após passar essa fase de readaptação, tudo irá mudar e não sentirei mais falta de um monte de coisas que eu como hoje. Estou realmente disposta a mudar novamente a minha alimentação e buscar que seja o mais saudável possível e para isso sei que exige organização e um pouco de disciplina para seguir as refeições propostas. Se eu for pensar muito sobre tudo que comi nesse período e os males que causei ao funcionamento do meu organismo, simplesmente teria parado antes dos 2 meses, mas a cada mensagem de agradecimento que eu recebia de pessoas que diziam que estavam mudando a alimentação por causa das informações que divulgava, tinha a certeza de que tudo valeria a pena e depois teria de correr atrás de reorganizar tudo rsrsrs



7) Quais as maiores lições que você aprendeu com esse projeto?

Que a saúde é o nosso maior bem e que devemos tratar esse assunto com muito amor. Educação alimentar deveria ser ensinado e isso inclui as escolas, pois se nós continuarmos a reproduzir velhos e maus hábitos nunca teremos a chance de comer saudável, consciente das nossas escolhas e do que levamos para nossa casa e nossa família.

Se nós continuarmos fazendo nossas escolhas pelo que a industria alimentícia nos apresenta como saudável, provavelmente continuaremos fazendo escolhas erradas e sendo enganados. Muitas pessoas estão realmente dispostas à mudar seus hábitos, mas não tiveram ainda as informações certas. Algumas pessoas não estão dispostas a mudar e ignoram as informações e como a mudança para uma rotina mais saudável é uma questão de escolha, permanecer com os mesmos hábitos também é, mas qualquer que seja a escolha deve ser consciente e não alienada.

8) Como foi a repercussão? Você acha que conseguiu conscientizar as pessoas de que a indústria muitas vezes usa das palavras "light" e "diet" para enganá-las?

A repercussão foi muito, muito maior do que eu esperava, na verdade eu comecei pensando nas pessoas que estavam conectadas a mim naquele momento e me surpreendi com a proporção que tomou e o tamanho do interesse das pessoas. Obvio que também repercutiu negativamente para os que indicam e recomendam muitos dos produtos que citei, afinal algumas pessoas são pagas para isso e outras possuem enorme interesse em fechar parcerias com essas marcas, visando esse tipo de receita. Recebi um apoio que não esperava e para mim foi incrível, o de pessoas que trabalham com saúde, fundamentados em comprovações científicas.

Eu passei as informações que acredito e sim, muitas pessoas disseram que mudaram alguns hábitos depois de conhecer algumas informações que desconheciam, que estão tentando reduzir o consumo de industrializados e aumentando o consumo de comida de verdade e recebi incontáveis mensagens de agradecimento por ter feito isso.

 
9) Muuuito obrigada, Mai! Por último queria te parabenizar pela coragem, achei seu projeto INCRÍVEL e inovador demais! Se você pudesse dar um conselho para quem busca a vida realmente saudável, qual seria?

Leiam os rótulos, mas não falo da tabela nutricional e sim da lista de ingredientes, pois é nela que consta o que contém de fato num produto e mesmo que na embalagem digam que ele é saudável, ele pode não ser.

 
Evitem os produtos industrializados e prefira comida de verdade, mesmo que a sua alimentação não seja orgânica e a minha também ainda não é, será a opção mais saudável. Recorra aos industrializados apenas quando for a opção para não ficar muitas horas sem se alimentar e escolha as opções menos artificiais, sem açúcar, sem soja, sem aspartame, sem glúten, sem conservantes artificiais entre outros.



Vale a pena ler e refletir!
#projetolarilins


DIETA DELÍCIA - 2013 © Todos os direitos reservados | LAYOUT POR: LEISE - BLOG UNHAS NATALENSES
imagem-logo